Categoria: Bancos

Bancários aprovam estado de greve contra a Reforma da Previdência

Bancários de Florianópolis e Região afirmaram "Se colocar para votar os bancários vão parar"

Nesta quinta-feira, 14, bancários da base do SEEB Floripa participaram da assembleia que deflagrou estado de greve na categoria. O chamado das centrais sindicais foi bem claro e ouvido pelos bancários da área de atuação do SEEB Floripa. Por unanimidade, decidiram em assembleia no auditório do sindicato apoiarem o movimento contra a Reforma da Previdência. O recado é direto: “Se botar a Reforma para votar, o Brasil vai parar”.

IMG_20171214_184100906

Além do estado de greve, os bancários deliberaram que irão chamar uma assembleia organizativa, às vésperas da possível greve geral, caso a Reforma da Previdência vá à votação em Plenário na Câmara dos Deputados.

Os bancários já haviam realizado assembleia e aprovado participação na greve nacional chamada para 5/12. A pressão dos trabalhadores fez o governo Temer recuar e adiar a votação, motivo que fez com que a greve prevista para esta data fosse suspensa. Agora, o governo busca votos para aprovar o PEC 287/16, da Reforma da Previdência, junto à sua base, mas vê que há resistências. Os aliados temem repercussões negativas às vésperas do começo de ano eleitoral. Temer vê sua base diminuir e tem dificuldades para aprovar em duas sessões. Precisa de, no mínimo, 308 votos em dois turnos.

O presidente do SEEB, Marco Silvano, avaliou, durante a assembleia, que os bancários e todos os trabalhadores precisam ficar atentos. É fato que o governo Temer recuou, mas a Reforma da Previdência pode ir a qualquer momento para plenário. Especula-se que a votação possa ocorrer no início do próximo ano. “Tem uma pressão grande do mercado. Isso pode ser ruim porque há uma pressão forte de grandes empresários sobre os deputados. Nós temos que fazer a nossa parte. Fazer pressão também. Eles recuaram porque sentiram a força da nossa mobilização. A princípio conseguimos barrar a votação este ano, embora a avaliação que no ano que vem eles tenham maior dificuldade porque é ano eleitoral é necessário fortalecer a luta,” avaliou Silvano.

 

SEEB Floripa

 

COMENTÁRIOS

Enviar

ENVIAR COMENTÁRIO

Para enviar um comentário você deve se registrar. Para isso use sua conta do Facebook.

ENTRAR COM FACEBOOK

ou se preferir use seu email pessoal

Esqueceu sua senha?

Enviar