Empréstimos do BNDES comprometidos

Após abrir os cofres públicos para se salvar diante da denúncia de corrupção e formação de organização criminosa, Michel Temer precisa ajustar as contas do governo. Com isso, medidas perversas são aprovadas.

O BNDES, por exemplo, vai ter de pagar antecipadamente ao Tesouro Nacional dívidas no valor de R$ 180 bilhões. No fim do ano passado, o banco já havia feito outra antecipação, de R$ 100 bilhões. Portanto, o total repassado ao Tesouro é de R$ 280 bilhões.

Para o FAT (Fundo de Amparo ao Trabalhador) devem ser devolvidos R$ 16,3 bilhões antecipadamente. Ou seja, do BNDES vai sair R$ 296,3 bilhões para o governo cobrir o rombo gerado por Michel Temer na compra de votos de deputados. Uma vergonha.

De acordo com a agência de classificação de risco Fitch Ratings, o pagamento antecipado pode impedir que o banco conceda empréstimos em 2018, o que compromete a indústria nacional, principalmente a média e pequena empresa.

Fonte: Bancários Bahia

COMENTÁRIOS

Enviar

ENVIAR COMENTÁRIO

Para enviar um comentário você deve se registrar. Para isso use sua conta do Facebook.

ENTRAR COM FACEBOOK

ou se preferir use seu email pessoal

Esqueceu sua senha?

Enviar