Novo presidente da Caixa indicado pelo PP

Depois de vários dias de impasse, foi definida neste sábado (31), a sucessão do Ministério da Saúde. O presidente da Caixa, Gilberto Occhi, assume o posto, hoje ocupado pelo deputado Ricardo Barros (PP-PR), que deixa o cargo para concorrer à Câmara dos Deputados. A transmissão ocorre na segunda, às 10h30min.
A negociação foi feita entre o presidente Michel Temer e o presidente do PP, Ciro Nogueira. O atual vice-presidente de Habitação da Caixa, Nelson Antônio de Souza, assume o posto ocupado por Occhi, afirmou Nogueira.
Occhi, ligado ao PP, vinha sendo cotado para o cargo havia dias. A transferência do cargo estava marcada para semana passada, mas na última hora a indicação foi suspensa, diante do receio de que, com a transferência, o PP perdesse o comando da Caixa. As negociações continuaram e neste sábado, o nome de Occhi foi confirmado para Saúde e o de Souza, para a Caixa.
A indefinição sobre a chefia do Ministério da Saúde e da Caixa tem como pano de fundo a própria sucessão presidencial. Há duas semanas, Temer havia sinalizado o desejo de receber um apoio mais explícito do PP para sua candidatura à presidência. O jogo mudou, no entanto, nessa quinta, depois da operação Skala, que apura supostos benefícios no setor portuário. O advogado José Yunes e o coronel reformado da Polícia Militar João Baptista Lima Filho, ambos muito próximos do presidente, foram presos – para serem soltos logo após, antes mesmo do cumprimento dos mandados daqueles que estavam no exterior.
Diante desse quadro, Temer teria outro objetivo mais urgente que a reeleição. Garantir reforço para seu atual mandato.
Fonte: Jornal do Comércio

COMENTÁRIOS

Enviar

ENVIAR COMENTÁRIO

Para enviar um comentário você deve se registrar. Para isso use sua conta do Facebook.

ENTRAR COM FACEBOOK

ou se preferir use seu email pessoal

Esqueceu sua senha?

Enviar