Dia 10 é dia de luta contra as reformas

Em dia de luta contra reformas que retiram direitos dos trabalhadores os bancários reforçam debate da defesa dos bancos públicos.

Essa sexta-feira, dia 10 de novembro, foi marcada por protestos e atos em todo o país contra a Reforma Trabalhista proposta pelo governo Temer e aprovada pelas casas legislativas. A nova legislação passa a vigorar no dia 11, porém sob protestos e clamor popular contra tal medida. O grau de insatisfação da população contra as medidas desse governo não está expresso somente na imensa impopularidade de Temer (com 3% de aprovação nas pesquisas), mas também está claro no número de adesões a proposta de Projeto de Lei de Iniciativa Popular que pretende barrar a reforma trabalhista. Já está próximo o número de 1 milhão e 300 mil assinaturas (1% do eleitorado) para que o projeto seja submetido a Câmara.
Além da coleta de assinaturas o Sindicato dos Bancários também realizou paralisações em agências de diversos bancos no centro de Florianópolis e chamou a atenção sobre a Reforma da Previdência.

COMENTÁRIOS

Enviar

ENVIAR COMENTÁRIO

Para enviar um comentário você deve se registrar. Para isso use sua conta do Facebook.

ENTRAR COM FACEBOOK

ou se preferir use seu email pessoal

Esqueceu sua senha?

Enviar