Greve Geral: Bancários aderem à paralisação nesta sexta-feira

Na Grande Florianópolis desde as primeiras horas da manhã, trabalhadores estão firmes na paralisação contra a reforma da Previdência, transporte coletivo parado, comércio e bancos fechados e grande adesão ao movimento.

A greve geral desta sexta-feira (14) começou cedo para os trabalhadores do setor bancário. Logo nas primeiras horas da manhã, os dirigentes do Sindicato e os funcionários de bancos que cruzaram os braços foram às ruas contra a reforma da Previdência do governo Bolsonaro, contra a privatização de empresas públicas e em defesa dos bancos públicos.

“A categoria bancária sempre foi protagonista das grandes lutas em defesa de direitos e continua sendo uma das mais fortes e organizadas do país. Por isso, mais uma vez, estamos exercendo nosso legítimo direito de greve em defesa do direito à aposentadoria e do Regime Geral da Previdência Social, ameaçados pela proposta de reforma do atual governo. E também contra todos os retrocessos que estamos vivendo no país, como o desmonte dos bancos públicos, dos projetos sociais, os cortes na educação e o alarmante nível de desemprego”, destaca o presidente do Sindicato dos Bancários Marco Aurélio Silvano.

Diversas outras categorias aderiram à paralisação. Além de bancários, professores, metalúrgicos, trabalhadores da Educação, da saúde, de água e esgoto, dos Correios, da Justiça Federal, químicos e rurais, motoristas, cobradores, caminhoneiros, eletricitários, vigilantes, servidores públicos municipais, estaduais e federais, petroleiros, enfermeiros e previdenciários.

Após o meio-dia, trabalhadores e estudantes se uniram percorrendo as principais ruas do centro da Capital, convocando a população para o ato marcado para o final da tarde, pressionando para que os comerciantes fechassem suas portas.

A direção do Sindicato visitou diversas unidades nesta sexta-feira dialogando com os colegas que não aderiram ao movimento paredista, convidando-os para se juntar aos que cruzaram os braços desde o início do dia e participarem no final da tarde do grande ato em defesa da Previdência Social. A concentração será na praça de lutas ao lado do antigo terminal a partir das 16 horas!
A hora é agora! Este é um dia de Luta pela Previdência e contra a retirada de direitos. Faça sua parte!!!

 

COMENTÁRIOS

Enviar

ENVIAR COMENTÁRIO

Para enviar um comentário você deve se registrar. Para isso use sua conta do Facebook.

ENTRAR COM FACEBOOK

ou se preferir use seu email pessoal

Esqueceu sua senha?

Enviar