Plenária define participação da categoria na Greve Geral

A concentração dos bancários no dia 14 será na Praça XV, no centro de Florianópolis, a partir das 08 horas da manhã.

Na noite desta terça feira (11), na sede do SEEB, bancários e bancárias se reuniram com a diretoria do Sindicato para organizar a participação da categoria na Greve Geral, dia 14, convocada pelas Centrais Sindicais em defesa da Previdência e do Sistema de Seguridade Social.
Durante o debate, colegas de diversos bancos manifestaram a disposição da categoria em diversas unidades de, junto com os trabalhadores de outros setores e os estudantes irem às ruas protestarem contra o PEC 06/2019, que desmonta a Previdência Pública para atender aos interesses de empresários e banqueiros.
A orientação é debater nos locais de trabalho os estragos do projeto do governo Bolsonaro e a necessidade da população brasileira enfrentar as mudanças propostas, pressionando parlamentares e paralisando as atividades na próxima sexta-feira.
O que não faltam são motivos para aderirmos ao movimento que a cada dia ganha mais força em todo o país, e mais uma vez demonstrar o nosso protagonismo nas lutas pela garantia dos nossos direitos.
Apesar da lucratividade recorde do Sistema Financeiro, os bancos insistem na perversa política do assédio, das ameaças, demissões e descomissionamentos, precarizando ainda mais as condições de trabalho, com graves consequências para a saúde dos trabalhadores.
Em nome da reestruturação do Sistema e de um modelo cada vez mais excludente, fecham agencias e reduzem drasticamente o número de caixas e atendentes. E por mais absurdo que pareça, investem contra a jornada de trabalho da categoria, patrocinando projetos que permitem a abertura de agencias nos sábados, domingos e feriados.
A concentração dos bancários no dia 14 será na Praça XV, no centro de Florianópolis, a partir das 08 horas da manhã.
A direção do Sindicato estará visitando as unidades nesta quarta e quinta-feira para dialogar com os colegas, esclarecendo que todas as medidas legais preventivas já foram adotadas para preservar o direito de greve dos trabalhadores, como a publicação do aviso de greve e a comunicação aos bancos.
A hora é agora!
Dia 14 é dia de Luta pela Previdência e contra a retirada de direitos.

COMENTÁRIOS

Enviar

ENVIAR COMENTÁRIO

Para enviar um comentário você deve se registrar. Para isso use sua conta do Facebook.

ENTRAR COM FACEBOOK

ou se preferir use seu email pessoal

Esqueceu sua senha?

Enviar