Governo pretende gastar R$ 42 bilhões para aprovar Reforma da Previdência

Para conseguir os votos necessários para a aprovação da Reforma da Previdência, governo Temer pretende torrar R$ 43,2 bilhões de dinheiro público
governo temer gastar bilhões aprovar reforma previdência.
As concessões do governo para conseguir aprovar na Câmara a reforma da Previdência Social devem impactar os cofres públicos em R$ 43,2 bilhões, calcula a edição desta sexta-feira (8) do jornal “O Estado de S.Paulo“. Além do montante, são negociados cargos na administração federal para indicados dos partidos que mais entregarem votos pró-governo.

Na conta do “Estadão“, foram considerados:

* Parcelamento de dívidas de produtores com o Funrural;

* Parcelamento de dívidas de micro e pequenas empresas com o Simples Nacional;

* Renúncias de receita do governo federal em prol de prefeitos e governadores;

[Esses três itens correspondem a um impacto de R$ 30,2 bilhões, segundo o jornal]

* Liberação de R$ 2 bilhões para prefeitos e promessa de mais R$ 3 bilhões para o ano que vem;

* Negociação de R$ 3 bilhões para emendas parlamentares em 2018.

Para aprovar a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) na Câmara, são necessários 308 votos. Até o momento, articuladores do presidente Michel Temer (PMDB) consideram ter cerca de 270 adesões à PEC. O esforço do governo é fazer com que os partidos fechem questão pelo voto a favor da reforma, mas a ideia enfrenta resistência na base aliada.
Fonte: Valor

COMENTÁRIOS

Enviar

ENVIAR COMENTÁRIO

Para enviar um comentário você deve se registrar. Para isso use sua conta do Facebook.

ENTRAR COM FACEBOOK

ou se preferir use seu email pessoal

Esqueceu sua senha?

Enviar

  • Vamos considerar a seguinte situação hipotética…..
    Você nomeia um gerente para sua empresa (INSS), bem como um contador (Auditor da Receita Federal), e o seu gerente diz que você está quebrado, mas o seu contador diz que pelos registros, existe muito dinheiro em caixa. EM QUEM VOCÊ ACREDITA?
    – Um grupo de advogados conseguiu suspender a nomeação de mais uma pilantra para um ministério via judicial.
    O que precisa para que as entidades de classe que nos representam suspendam via judicial a votação no congresso até que uma auditoria seja feita para comprovar o que uma CPI no SENADO FEDERAL já constatou?
    de acordo com o sindicato dos auditores fiscais, o governo desvia recursos, o mesmo que a CPI no senado verificou.
    Que tal parar com a conversa fiada e ir realmente à luta?

    john Knak