Banco do Brasil – Ordem judicial determina manutenção de pagamentos anteriores ao Plano de Reorganização Institucional

O SEEB Florianópolis obteve uma vitória na ação coletiva contra o Banco do Brasil movida por causa do Plano de Reorganização Institucional do banco. Uma ordem judicial determina que o BB pague aos trabalhadores da base do Sindicato a média das funções exercidas nos 10 anos anteriores a supressão das mesmas, em virtude do plano.
A ação pedia a manutenção dos pagamentos e verbas que compõe a gratificação de função para todos os trabalhadores e trabalhadoras do banco, nos valores que eles vinham recebendo antes de serem destituídos ou realocados. A ordem judicial deverá ser cumprida junto com o salário do mês de junho, sob pena de multa de R$ 5.000,00 por funcionário e por mês de descumprimento.
Este entendimento está de conformidade com o postulado que deu origem à Sumula 372 do TST e que foi um dos principais fundamentos para o deferimento da medida liminar. Para os bancários que quiserem consultar, o número da ação coletiva é RTOrd 0000340-79.2017.5.12.0036.

A Direção do SEEB orienta os bancários que tenham dúvidas sobre o cumprimento da decisão judicial por parte do BB, a se manifestarem através do site do sindicato, no link  Fale Conosco.

 

COMENTÁRIOS

Enviar

ENVIAR COMENTÁRIO

Para enviar um comentário você deve se registrar. Para isso use sua conta do Facebook.

ENTRAR COM FACEBOOK

ou se preferir use seu email pessoal

Esqueceu sua senha?

Enviar