Coletivo jurídico dos bancários discutirá ações contra a reforma trabalhista

O encontro acontece nesta sexta-feira, a partir das 10h, na sede do Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e Região

O Coletivo Jurídico Nacional da Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT) se reúne, nesta sexta-feira (28), às 10 h, na sede do Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e Região (Rua São Bento 413, sala 3 – 1° andar, Centro, São Paulo-SP). O objetivo é debater a reforma trabalhista e seus impactos nas relações de trabalho individuais e coletivas da categoria.

Diretores e secretários e suas respectivas assessorias vão discutir ações jurídicas para enfrentar a conjuntura controversa atual. “Neste momento em que temos de dar respostas aos desafios impostos pela reforma trabalhista, é de fundamental importância a participação dos dirigentes, assessores e demais envolvidos neste debate de todos os sindicatos e federações do país, pois devemos apontar as resistências nesta nova conjuntura trabalhista”, convocou Mauri Sérgio Martins de Souza, secretário de Assuntos Jurídicos da Contraf-CUT.

Conferência Nacional dos Bancários

A reforma trabalhista, aprovada pelo Congresso Nacional e sancionada por Michel Temer, também será tema de debates na 19ª Conferência Nacional dos Bancários, que será realizada de 28 a 30 de julho, na capital paulista. “É fundamental que a categoria saia com um plano de lutas para enfrentar não apenas a morte da CLT, mas também a reforma da Previdência e os planos para enfraquecer a Caixa e outros bancos públicos. A luta precisa ser de todos nós”, diz o presidente da Fenae, Jair Pedro Ferreira.

Para vários juristas e para a Associação Nacional dos Magistrados da Justiça do Trabalho (Anamatra), o embate em defesa da garantia de direitos constitucionais agora se dará em âmbito jurídico, acreditando que o questionamento à aberração imposta por Temer deva ser feito ponto a ponto no Supremo Tribunal Federal (STF) e não por meio de uma Ação Direta de Inconstitucionalidade (Adin).

Fonte: Fenae com Contraf-CUT.

COMENTÁRIOS

Enviar

ENVIAR COMENTÁRIO

Para enviar um comentário você deve se registrar. Para isso use sua conta do Facebook.

ENTRAR COM FACEBOOK

ou se preferir use seu email pessoal

Esqueceu sua senha?

Enviar