Bancárias participam das atividades do 8M em Florianópolis

Um dia foi pouco para dar conta da mobilização feminina em torno do 8 de março em Florianópolis. Por toda a cidade, aconteceram ações, intervenções no 8M, que pelo segundo ano mobiliza o país e Santa Catarina com diversas atividades .

Nesta quinta-feira, 8, nas ruas de Florianópolis diversas atividades foram realizadas para lembrar a luta e resistência das mulheres por direitos e para reforçar a importância de além de continuar avançando garantir as conquistas alcançadas até aqui. As mulheres, lutam há séculos pela igualdade de gênero, pelo fim do machismo e das violências e para conquistar seu espaço. Nunca foi fácil. Muitas morreram reivindicando mais direitos, mas a luta nunca foi em vão. Por isso a importância das mobilizações neste dia marcado em todo o mundo como Dia Internacional da Mulher

O desafio não é pequeno: garantir a representatividade de movimentos e ativistas independentes, agregar o maior número de mulheres e conclamá-las para participar das mobilizações. Em especial, as que tem mais direitos negados pelo sistema patriarcal: mulheres negras, encarceradas, trabalhadoras formais e informais, quilombolas, camponesas, periféricas, indígenas, lésbicas, transexuais e travestis e tantos outros grupos sub-representados na sociedade capitalista.

Representado pelo 8M, o ativismo feminista marcou presença no carnaval e nas lutas sociais. Movimentou escolas, comunidades, sindicatos e distribuiu material informativo às trabalhadoras e estudantes nos terminais de ônibus. Tudo para construir esta atividade do dia 8, onde diversas pessoas se concentraram no Largo da Alfândega, onde várias tendas promoveram ações simultâneas.

SEEB Floripa

COMENTÁRIOS

Enviar

ENVIAR COMENTÁRIO

Para enviar um comentário você deve se registrar. Para isso use sua conta do Facebook.

ENTRAR COM FACEBOOK

ou se preferir use seu email pessoal

Esqueceu sua senha?

Enviar