Contraf-CUT sedia 88ª reunião do Conselho de Enlace da Uni Brasil

A pauta principal foi a avaliação atividades de 2017

A Contraf-CUT sediou, na manhã desta sexta-feira (1), a 88ª reunião do Conselho de Enlace da Uni Brasil. O conselho reúne todos os sindicatos que são afiliados da Uni no Brasil, independente da central sindical a que pertencem e do setor que representam.

Para Roberto von der Osten, presidente da Contraf-CUT, a preocupação com as questões internacionais faz parte da nossa construção e do nosso ramo e é profundamente marcado pelas questões dos bancos internacionais, por esse capitalismo financeiro internacional, que derruba a produção industrial do mundo e se apropria de tudo. “A Contraf-CUT faz parte da UNI América Finanças e apostamos muito nessa organização. Esse é o momento da UNI. Se as pessoas achavam que essa unidade internacional era necessária ideologicamente, agora ela é questão de sobrevivência. O mundo agora tem uma outra maneira de enxergar o mundo do trabalho, com uma retomada neoliberal extremamente concentradora, que rasgou todos os acordos internacionais que moderavam questões do desenvolvimento, da distribuição de renda, do controle de fluxo de capitais.”

O presidente da Contraf-CUT lembra que o Enlace sempre foi considerado um espaço de reflexão extremamente importante. “Nós transversalizamos as várias centrais sindicais e os vários ramos, na perspectiva dos grandes debates que acontecem no Brasil e no mundo.”

Por ser a última reunião do ano, a pauta principal foi a avaliação atividades de 2017. Os participantes também debateram propostas para o próximo Congresso da Uni Mundial, que será realizando em Liverpol, na Inglaterra, entre 17 a 20 de junho. O Congresso está estrutura em 4 eixos principais: Plano de estratégico Rompendo Barreiras – 2018/2022; Sindicatos para uma economia mundial sustentável; Trabalhar para um mundo de paz, democracia e direitos Humanos; e Sindicatos e o futuro mundo do trabalho.

Na reunião ainda foram eleitos o coordenador do Conselho, Joaquim de Oliveira, da Confederação Nacional dos Trabalhadores da Industria Gráfica (Conatig), e o secretário de Atas, Edson Bertoldo, do Sindicato dos Comerciários de Osasco.

A próxima reunião foi marcada para o dia 8 de fevereiro. “Na ocasião, iremos definir os planos de lutas e ação para 2018, ano em que esperamos muitas dificuldades, por ser um ano eleitoral e o primeiro de negociações coletivas após a aprovação da reforma trabalhista, aprovada pelo governo golpista”, explicou Mario Raia, secretário de Relações Internacionais da Contraf-CUT.

Fonte: Contraf-CUT

COMENTÁRIOS

Enviar

ENVIAR COMENTÁRIO

Para enviar um comentário você deve se registrar. Para isso use sua conta do Facebook.

ENTRAR COM FACEBOOK

ou se preferir use seu email pessoal

Esqueceu sua senha?

Enviar