Michel Temer privilegia candidatos ricos

Mesmo com reprovação recorde, de 97%, Michel Temer segue favorecendo os mais ricos. O presidente vetou o primeiro parágrafo do artigo 16-D, que limita as doações durante a campanha eleitoral de pessoas físicas a 10 salários mínimos. Ou seja, sem o teto, as doações de empresas darão lugar às doações de empresários. O céu será o limite para os gastos.

Na prática, Temer permite que empresários e milionários em geral “invistam” em candidatos, ao fazer doações de pessoa física ilimitadas, compondo um verdadeiro “laranjal”. A medida também gera desvantagem nas eleições, já que o artigo estabelecia os valores para cada cargo ou chapa majoritária em disputa somada em todas as doações.

O veto privilegia os candidatos ricos e favorece a composição de um Congresso conservador para gerir interesses econômicos privatistas através de mecanismos como a reforma trabalhista, previdenciária e da austeridade fiscal, que fixou limite para investimentos em setores essenciais para o desenvolvimento, a exemplo da saúde e educação.

Fonte: Bancários Bahia

 

COMENTÁRIOS

Enviar

ENVIAR COMENTÁRIO

Para enviar um comentário você deve se registrar. Para isso use sua conta do Facebook.

ENTRAR COM FACEBOOK

ou se preferir use seu email pessoal

Esqueceu sua senha?

Enviar