Votação da reforma da Previdência é adiada para terça-feira

Adiamento se deu devido a pedido de líderes partidários, "para fazer modificações no texto, se é que vai haver modificações", segundo o presidente da CCJ, Felipe Francischini

A expectativa de que a Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ) da Câmara dos Deputados votasse o relatório da PEC 6/2019, que trata da reforma da Previdência, nesta quarta-feira (17), não se confirmou. O próprio relator, deputado Delegado Marcelo Freitas (PSL-MG), explicou que, diante da complexidade dos temas envolvidos, seria necessária mais uma sessão. A votação foi remarcada para terça-feira (23).

“Temos buscado o consenso, um texto que atenda aos interesses da população brasileira. Diversos temas, que apresentam maior complexidade, foram trazidos pelos deputados e exigem deste relator uma análise mais pormenorizada”, disse o presidente da CCJ, Felipe Francischini (PSL-PR).

Segundo ele, o adiamento atendeu a solicitações de “muitos líderes”. “Todos pediram que possam haver reuniões (na tarde de hoje) para proceder modificações, se é que vai haver modificações.”

Francischini esclareceu ainda ter “ouvido falar” que o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), só marcaria o início dos trabalhos da comissão especial (para onde o texto irá após passar pela CCJ) para o dia 7. “Então não há nenhum prejuízo em conceder essa questão a pedido dos líderes e do relator, para que o relatório possa ser costurado da melhor maneira possível”, concluiu.

Deputados da oposição comemoraram. “Vitória! Conseguimos passar a apreciação do novo parecer da Reforma da Previdência pra próxima terça!”, postou a deputada Jandira Feghali (PCdoB-RJ) no Twitter.

Na sessão desta terça (16), que durou cerca de 12 horas, a oposição atuou em bloco e apresentou 24 requerimentos de obstrução para adiar a votação da reforma na CCJ.

Leia também:

Pressione deputados a votarem NÃO na proposta de reforma da Previdência
Debate com a população sobre Reforma da Previdência ganha as ruas em Florianópolis

Fonte: Rede Brasil Atual

COMENTÁRIOS

Enviar

ENVIAR COMENTÁRIO

Para enviar um comentário você deve se registrar. Para isso use sua conta do Facebook.

ENTRAR COM FACEBOOK

ou se preferir use seu email pessoal

Esqueceu sua senha?

Enviar